Cale o Assédio

Assédio não é elogio, é violência.

Uma campanha criada para combater o assédio que as mulheres sofrem, todos os dias, nas ruas.

VEJA O VÍDEO E COMPARTILHE USANDO #CALEOASSEDIO

Para mostrar que essa realidade precisa mudar, estamos reunindo assinaturas de todos que apoiam a causa. Colabore e assine.

Juntos podemos calar o assédio

No Brasil, o assédio verbal que as mulheres sofrem diariamente nas ruas não é tratado com o rigor que deveria, como acontece em outros países. Aqui, esse tipo de assédio se enquadra em um artigo que não contempla especificamente o desrespeito e a violência contra a mulher.  
 
O artigo 61 da Lei das Contravenções Penais (Decreto-Lei n. 3.688/41) dispõe que configura a contravenção penal de Importunação Ofensiva ao Pudor, sob pena de multa: “Importunar alguém, em lugar público ou acessível ao público, de modo ofensivo ao pudor”.
 
Portanto, se qualquer pessoa (homem ou mulher) abordar outra pessoa (homem ou mulher) por meio de qualquer tipo de linguagem ofensiva, o ato se enquadra nesse artigo. O que torna a lei pouco eficaz para combater o problema em específico e inibir o comportamento dos assediadores.